HOMEM FINGIU SER MANEQUIM ATÉ SHOPPING FECHAR PARA ROUBAR JÓIAS NA POLÔNIA

Em Varsóvia, Polônia, um incidente notável recentemente abalou a tranquilidade da cidade e despertou a curiosidade do mundo. 

Um jovem de 22 anos protagonizou um ousado roubo de joias ao se disfarçar como um manequim em uma loja. Esse episódio único e engenhoso exemplifica a inventividade criminosa em sua forma mais peculiar.

O indivíduo, cuja identidade ainda não foi divulgada, já tinha um histórico de aplicar táticas semelhantes em situações diversas. Antes de sua façanha na loja de joias, ele havia empregado esses métodos para obter refeições gratuitas em restaurantes e até mesmo para trocar suas roupas usadas por peças novas, muitas vezes caras. 

Isso sugere que a criatividade e ousadia dele não se limitam a um único ato, mas são características marcantes de seu comportamento.

O roubo das joias ocorreu diante de uma audiência surpresa, visto que o suspeito, enquanto estava na vitrine da loja, adotou um papel convincente de manequim, permanecendo imóvel e desapercebido pelos funcionários e clientes. Seu disfarce meticuloso o permitiu aguardar o fechamento do shopping, quando ele se lançou à “caça” e efetuou o roubo. É um feito impressionante, combinando astúcia e determinação.

O que torna esse incidente ainda mais intrigante é que não foi a primeira vez que o jovem infrator recorreu a essa abordagem criativa. Robert Szumiata, porta-voz da Polícia de Varsóvia.

Revelou que o rapaz já havia empregado uma estratégia semelhante no passado, infiltrando-se em uma loja de roupas de grife, até rastejando por baixo da porta, para trocar suas vestimentas por novas peças. Essa ousadia e capacidade de improviso, demonstrada apesar das lojas já estarem fechadas, aponta para um padrão de comportamento notável.

Esse comportamento desafiador e audacioso do jovem infrator se estende a outras situações. Ele já entrou em restaurantes após o horário de fechamento para se servir à vontade, efetuou roubos de dinheiro em caixas e tentou furtar outros produtos nas mesmas circunstâncias, conforme informações da polícia. Tudo isso sugere uma atitude destemida e uma relutância em obedecer às leis e regulamentos.

No entanto, a sorte do jovem infrator finalmente chegou ao fim quando ele foi denunciado por seguranças do shopping. Apesar de seu disfarce engenhoso, não conseguiu escapar da vigilância eficiente dos seguranças, que o identificaram e reportaram à polícia.

 Agora, ele enfrenta um período de custódia preventiva de até três meses e pode enfrentar uma possível sentença de até dez anos de prisão se for condenado.

CRÉDITO : NOTICIAS FOCO

JNFBRASIL : JORNAL NOSSA FOLHA BRASIL- DF ENTORNO E GOIÁS

Jornal nossa folha DF

Noticias de Brasília e entorno sempre atualizadas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *