Lula pede que prefeitos façam concessões de terrenos abandonados

 Presidente Lula discursou durante a 84ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos, no Royal Tulip, em Brasília


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pediu na 84ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos, realizada nesta terça-feira (14/3), no Hotel Royal Tulip, que os prefeitos façam concessões de terrenos, além de prédios, casas e lojas abandonados, para serem utilizados como moradia.

“Queria fazer um desafio aos prefeitos e às prefeitas do Brasil: se o prefeito puder fazer concessão dos terrenos, a gente pode fazer a casa muito mais barata para o povo pobre do país”, declarou Lula. “Pedi à nossa ministra do Planejamento que fizesse um levantamento de todas as terras públicas que tem no governo federal, e de todos os prédios, casas, lojas, tudo que estiver abandonado, (para) a gente tentar usar como moradia”, completou.

A declaração é vista como um aceno ao recém-retomado Minha Casa Minha Vida, programa habitacional criado nas gestões petistas e substituído pelo Casa Verde e Amarela, no governo Jair Bolsonaro (PL). Com a ampliação no teto do benefício, de R$ 1,8 mil para R$ 2.640, a expectativa do governo é oferecer subsídio de 85% a 95% para a compra dos imóveis.

Em 2022, o orçamento destinado ao programa habitacional foi de cerca de R$ 1,2 bilhão. Para 2023, o orçamento previsto é bem superior: R$ 9,5 bilhões.

Em sua fala, Lula também voltou a alfinetar o ex-presidente pela relação conturbada com prefeitos e governadores. Durante seu mandato, Bolsonaro teve embates constantes com essas autoridades, principalmente em relação à pandemia.

“Eu nunca compreendi como um presidente da República pensa em governar um país sem levar em conta os entes dos estados, as prefeituras. Todas as cidades têm a sua importância, porque é lá onde acontecem os problemas”, afirmou Lula.

aulas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *