MÃE DE LARISSA MANOELA É INDICIADA POR RACISMO RELIGIOSO

 MÃE DE LARISSA MANOELA É INDICIADA POR RACISMO RELIGIOSO

No último dia 30, a Polícia Civil do Rio de Janeiro indiciou Silvana Jesus Taques Elias dos Santos, mãe de Larissa Manoela, por racismo religioso contra o genro André Luiz Frambach.

As investigações começaram após notícia-crime registrada pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa do Estado do Rio, representada pelo Centro de Articulação de Populações Marginalizadas. Prints de conversas entre Larissa e a mãe vazaram após a participação da atriz numa entrevista num programa de TV, em agosto.

Em um dos trechos, escrito na noite de Natal do ano passado, Silvana teria escrito: “Esqueci de te desejar… Que você tenha um ótimo natal aí com todos os guias dessa família macumbeira. Kkkkkkkkkk”.

Em depoimento à polícia, André Luiz afirmou que ele e Larissa tinham decidido expor as mensagens com uma “tarja preta” na parte em que a mãe de Larissa se referia à família dele. O ator disse ainda que não sabia como as mensagens originais chegaram ao conhecimento da mídia. 

Ainda na delegacia, André Luiz esclareceu que não se sentiu ofendido ou discriminado religiosamente e por isso não desejava prosseguir com a investigação.

Mãe e pai de André, Giselle de Faria Pfaltzgraff e Paulo Henrique Franbach, que também prestaram depoimento, disseram ser espíritas e não terem se sentido ofendidos com a mensagem.

Intimada, Larissa Manoela obteve liminar para não comparecer à delegacia. Silvana também não prestou depoimento. A defesa da mãe pediu o arquivamento do inquérito, o que foi negado pela 37ª Vara Criminal da Comarca da Capital.

CRÉDITO: CNN BRASIL

JNFBRASIL ; JORNAL NOSSA FOLHA – DF ENTORNO E GOIÁS

 

Jornal nossa folha DF

Noticias de Brasília e entorno sempre atualizadas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *