Moradores fogem após erupção do vulcão Semeru na Indonésia

 As autoridades declararam estado de emergência por duas semanas e distribuíram máscaras para proteger a população das cinzas

Agência France-Presse

 

(crédito: JUNI KRISWANTO / AFP)

Lumajang, Indonésia- A operação de retirada de moradores prosseguia nesta segunda-feira (5/11) na ilha indonésia de Java, um dia após a erupção do vulcão Semeru, onde a atividade parecia menor.

Quase 2.500 moradores deixaram a região e foram levados para 11 abrigos depois que o vulcão na maior montanha da ilha de Java entrou em erupção.

“O exército, a polícia e as autoridades locais continuam retirando as pessoas de Curah Kobokan, que pode ser atingida pela nuvem de cinzas quentes e por lava resfriada”, disse Abdul Muhari, porta-voz da Agência de Prevenção de Desastres Naturais da Indonésia.

PUBLICIDADE

“Até o momento retiramos 2.489 pessoas”, acrescentou.

As autoridades declararam estado de emergência por duas semanas e distribuíram máscaras para proteger a população das cinzas. Também instalaram cozinhas públicas para atender os moradores afetados.

Na manhã de segunda-feira, dezenas de moradores do distrito de Lumajang, onde fica Semeru, visitaram suas casas cobertas de cinzas para recuperar objetos pessoais e depois retornaram para os abrigos.

Alguns retiraram seu gado da área. Outros carregaram aparelhos de TV e geladeiras.

Muhari disse que a observação do monte Semeru nesta segunda-feira mostra uma atividade vulcânica menor, mas que os fluxos de lava representam um grande perigo.

“Queremos assegurar que não há nenhuma atividade (econômica) na área pela qual a lava fria e a nuvem de cinzas quentes podem passar”, disse.

A última erupção do vulcão Semeru, há exatamente um ano, matou pelo menos 51 pessoas. Quase 10.000 moradores foram obrigados a abandonar suas casas.

A Indonésia está localizada no Círculo de Fogo do Pacífico, onde o choque das placas tectônicas provoca uma forte atividade vulcânica e sísmica.

O arquipélago do sudeste asiático tem quase 130 vulcões ativos.

aulas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *