Motorista que jogou carro contra cavalaria da PM e matou égua responderá por lesão corporal

 Motorista que jogou carro contra cavalaria da PM e matou égua passa a responder por lesão corporal (Foto: Divulgação – Polícia Militar)

Decisão é do Tribunal de Justiça de Goiás

Fonte: Mais Goiás

Um motorista denunciado por tentativa de homicídio após jogar um carro contra a cavalaria da Polícia Militar (PM) responderá pelo crime de lesão corporal. A decisão é do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO). Na ocasião, uma égua da cavalaria morreu. O entendimento do TJ foi emitido após recurso do denunciado.

O documento foi assinado pela desembargadora Carmecy Rosa Maria Alves de Oliveira, na sexta-feira (2), após o suspeito recorrer da pronúncia emitida pelo juiz Jesseir Coelho de Alcântara, que havia encaminhado o homem a júri popular.

A desembargadora justificou na decisão que, ainda que “os policiais tenham afirmado que o acusado acelerou o veículo intencionalmente em direção das vítimas (os policiais da cavalaria), tal versão não ficou demonstrada e está em desacordo com as perícias realizadas no local do fato, bem como com os depoimentos colhidos em juízo”.

“Difícil afirmar que o recorrente agiu com intenção de matar as vítimas, restando evidente a ausência de intenção de matar, concluindo-se sob o prisma de ele ter cometido lesão corporal e não tentativa de homicídio”, escreveu Carmecy.

O Mais Goiás não localizou a defesa do motorista para se manifestar sobre o caso. O espaço segue aberto.

aulas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *