Mourão sobre silêncio de Bolsonaro após derrota: 'Retiro espiritual'

Vice-presidente disse, ironicamente, que Bolsonaro está em um retiro espiritual e que o clima no governo é de “limpar mesinhas”


(crédito: Reprodução/Alan Santos/PR)

Com o silêncio do presidente Jair Bolsonaro (PL) após a derrota das eleições para Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos), eleito senador pelo estado do Rio Grande do Sul, disse, ironicamente, que o presidente Jair Bolsonaro está em um “retiro espiritual”. A declaração foi dada em entrevista ao Valor Econômico.

Ao comentar o resultado das eleições, Mourão relembrou que será a primeira vez que Bolsonaro não tem um mandato desde 1989. Para ele, Bolsonaro precisa lembrar que a direita tem um “capital político de 58 milhões de pessoas” – número de eleitores que votaram no presidente Jair Bolsonaro no segundo turno.

“Podemos em 2024, bem planejados, abraçar um bom número de prefeituras, base do sistema político, e ganhar a eleição em 2026”, projeta Mourão.

“O presidente Bolsonaro, quando emergir do retiro espiritual dele, vai compreender que ganhou esse capital. Acho que ele tem que se posicionar no espectro político, trabalhar politicamente. Vai ser a primeira vez desde 1989 que ele não tem mandato. São 33 anos, é uma vida. É ele entender que agora ele terá uma posição dentro do PL, de presidente de honra. Ou seja, aqui em Brasília, articulando, tem todo o capital para voltar muito bem em 2026”, disse.

O vice-presidente comentou que esses últimos dias de governo estão sendo para “limpar mesinhas” e “preparar as coisas”, pois tem um “novo inquilino chegando”, referência a Geraldo Alckmin (PSB), vice-presidente eleito.

 

aulas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *