MULHER MORTA A TIROS NO GAMA IRIA DENUNCIAR EX-COMPANHEIRA, DIZ MÃE

 


MULHER MORTA A TIROS NO GAMA IRIA DENUNCIAR EX-COMPANHEIRA, DIZ MÃE

Jennifer Caroline Gomes de Lima, 33 anos, iria denunciar a ex-companheira Janeide Santos, 44, na 14ª DP (Gama) por ameaça. Suspeita não aceitava o fim do relacionamento de 12 anos e contratou matador de aluguel

Morta com um tiro de revólver na parte de trás da cabeça que saiu pela frente, a estudante de enfermagem Jennifer.

Caroline Gomes de Lima, 33 anos, iria com a mãe na 14ª Delegacia de Polícia (Gama) para registrar boletim de ocorrência por receber ameaças da ex-companheira, Janeide Santos, 44, mas foi assassinada antes disso.

Mãe da vítima, Juscilene Gomes, 54, estava em uma viagem, em São Paulo, quando recebeu a notícia do falso latrocínio que a filha sofreu em 14 de outubro de 2021. A ex-companheira dela contratou um matador de aluguel por não aceitar o fim do relacionamento de 12 anos e por ciúmes da nova namorada de Jennifer.

Juscilene pede por justiça e que o executor, que ela considera um monstro, seja preso com pena máxima. A progenitora reconhece que nada vai trazer a filha de volta, mas se sente um pouco mais aliviada sabendo que a mandante encontra-se presa na Penitenciária Feminina do Distrito Federal (PFDF), conhecida como Colmeia.

“Logo logo, espero que esse executor seja encontrado, porque o que ele fez foi muita covardia. Minha filha estava saindo para trabalhar e ele tirou tudo que eu tinha”, emociona-se.

Jennifer Caroline Gomes de Lima, 33, morta na saída de casa a mando da 

ENTENDA O CASO 

Identificada como Janeide Santos, de 44 anos, a suspeita de mandar matar a ex-companheira, Jennifer Caroline Gomes de Lima, 33, foi presa  após ter sido indiciada por ser a mandante do assassinato em 14 de outubro de 2021, no Setor Leste do Gama. As investigações da operação Falso Latrocínio, da 14ª Delegacia de Polícia (Gama), mostram que a autora, com nome obtido a partir de pesquisa em redes sociais, contratou um matador de aluguel.

Por volta das 6h do dia do crime, quando Jennifer saía de casa para ir ao trabalho, o comparsa de Janeide atirou na cabeça da mulher, que morreu no local. A mandante, por ter tido relacionamento amoroso com a vítima, conhecia a rotina de trabalho dela.

 Junto com o executor, ela ficou na esquina da rua da vítima e esperou o momento em que ela iria sair da residência para dar o sinal ao assassino, que simulou um assalto e matou a vítima com um tiro na cabeça.

A Polícia Civil do DF acrescenta que a vítima estava ajoelhada no momento do disparo de arma de fogo, conforme mostram as imagens. Após dois anos de investigação, o poder judiciário acatou pedido da 14ª DP para decretar a prisão preventiva da mandante de homicídio contra ex-companheira.

MOTIVAÇÃO 

A motivação para o crime seria o término do relacionamento entre Janeide e Jennifer, que começou um novo relacionamento com outra mulher. Na época, a autora fez ameaças à vítima e à nova companheira dela. 

Durante o trabalho dos policiais investigativos, Janeide apagava provas na tentativa de atrapalhar a investigação da PCDF. Os policiais conseguiram juntar diversas evidências sobre a autoria e a materialidade do crime, além de demonstrar os riscos de deixar a acusada em liberdade, com a chance de fuga.

Os policiais consideraram a gravidade do crime praticado e o pavor que as testemunhas relataram em relação à mandante, além das movimentações na tentativa de Janeide não ser localizada. Segundo a 14ª DP, as ameaças contra a vítima e contra quem se aproximasse dela eram intensas. As testemunhas descreveram um perfil de psicopatia com ciúmes possessivos.

“Diversas testemunhas só colaboraram a partir da prisão da autora. Trata-se da investigação de homicídio mais complexa da 14ª Delegacia de Polícia dos últimos anos. Esperamos que, com a prisão e divulgação, haja novas denúncias acerca da identidade do executor do sexo masculino que aparece nas imagens”, afirma o delegado-chefe adjunto da unidade, Ricardo Willian.

 

 

Jornal nossa folha DF

Noticias de Brasília e entorno sempre atualizadas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *