PF atende Ministério da Justiça e abre inquérito sobre institutos de pesquisa

 A Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários no Distrito Federal vai tocar o caso


(crédito: PF/ divulgação )

A Polícia Federal (PF) abriu nesta quinta-feira, 13, uma investigação formal sobre os institutos de pesquisa eleitoral. A Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários no Distrito Federal vai tocar o caso.

O inquérito foi requisitado pelo ministro da Justiça, Anderson Torres, a partir de uma representação da campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL).

O Ministério da Justiça afirmou que “a divulgação de pesquisa fraudulenta constitui crime, punível com detenção de seis meses a um ano e multa”.

Após o resultado do primeiro turno das eleições, Bolsonaro disse que “venceu a mentira” e que o resultado “desmoralizou” os institutos que fazem pesquisa de intenção de voto. Ele recebeu 43,2% dos votos válidos e vai disputar o segundo turno contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Os últimos resultados divulgados antes da votação previam que Bolsonaro receberia com 36% ou 37% dos votos válidos.

aulas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *