POR QUE ABACAXI, MORANGO E MAÇÃ NÃO SÃO FRUTAS ?


POR QUE ABACAXI, MORANGO E MAÇÃ NÃO SÃO FRUTAS ?

Existem dois tipos principais com base em sua origem botânica: frutas verdadeiras e pseudofrutos. Entenda mais detalhes na matéria.

As definições do que consideramos frutas muitas vezes podem ser surpreendentes, especialmente quando confrontamos a sabedoria popular com a botânica. Até porque maçãs, abacaxis e morangos não podem ser enquadradas nesta categoria – mas você sabe o motivo?

Antes de mergulharmos nas peculiaridades do assunto, é importante entender o que define uma fruta do ponto de vista botânico. Em termos simples, a fruta é o órgão maduro da flor que geralmente contém sementes. As sementes são essenciais para a reprodução da planta.

Existem dois tipos principais com base em sua origem botânica: frutas verdadeiras e pseudofrutos. As primeiras desenvolvem-se a partir do ovário da flor. Já os pseudofrutos se originam de outras partes. Ainda está com dúvida? Calma que eu te explico mais detalhes aqui embaixo.

POR QUE OS MORANGOS NÃO SÃO FRUTAS?

Ao olhar para um morango, é difícil acreditar que não seja uma fruta verdadeira. No entanto, o alimento apresenta um caso interessante. O que muitas pessoas consideram ser as “sementes” na superfície do morango são, na verdade, os óvulos da flor.

A parte carnuda do morango que comemos é um receptáculo engrossado da flor. Portanto, do ponto de vista botânico, o morango não é uma fruta, mas sim uma infrutescência.

POR QUE MAÇÃS NÃO SÃO FRUTAS?

A maçã é frequentemente citada como um exemplo clássico de fruta, mas há uma reviravolta botânica intrigante. As sementes dela estão contidas dentro do núcleo, e a parte carnuda que comemos é o ovário maduro da flor.

O que consideramos como “caroço” na maçã é, na verdade, uma cápsula que contém as sementes. Portanto, a maçã é um exemplo de pseudofruto, uma vez que a parte comestível não é derivada do ovário, mas sim do receptáculo floral.

POR QUE OS ABACAXIS NÃO SÃO FRUTAS?

Enquanto muitos o veem como uma única unidade, o abacaxi é, na verdade, formado pela fusão de muitas flores individuais. Cada “olho” no abacaxi representa uma flor separada. A polpa suculenta que comemos é formada pela fusão dos ovários.

Assim, da mesma forma que o morango e a maçã, o abacaxi não é considerado uma fruta botânica no sentido estrito.

CONCEITO DE INFRUTESCENCIA

A infrutescência é uma estrutura mais complexa que envolve um grupo de frutos agrupados ou organizados de maneira específica. Em outras palavras, é uma coleção ou conjunto destes alimentos que se desenvolvem a partir de flores agrupadas em uma mesma estrutura.

Existem vários tipos de infrutescência, cada um com sua própria característica distintiva. Entre os mais comuns, destacam-se:

Racemo: uma estrutura em que os frutos se desenvolvem em pedicelos ao longo de um eixo central, semelhante a uma cachoeira;

Cacho: um aglomerado de frutos que se desenvolvem em um ponto central, como em uvas ou bananas;

Espádice: uma estrutura em forma de espiga, com frutos distribuídos ao longo de um eixo central, frequentemente encontrado em plantas como a aroide.

CRÉDITO: ESCOLA EDUCAÇÃO

JNFBRASIL : JORNAL NOSSA FOLHA – DF ENTORNO E GOIÁS

 

Jornal nossa folha DF

Noticias de Brasília e entorno sempre atualizadas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *