PRÉ OLÍMPICOS

BRASIL JOGA MAL, MAS VENCE VENEZUELA E CONTINUA COM CHANCESBRASIL JOGA MAL, MAS VENCE VENEZUELA E CONTINUA COM CHANCES
Apesar do jogo fraco, Seleção deu sorte: fez um gol aos 43 da etapa foinal com Biro, venceu por 2 a 1 e está na briga pela vaga olímpica
Mais uma vez o Brasil não jogou bem neste Pré-Olímpico. Mas como ocorreu na primeira fase, deu sorte. Afinal, nesta quinta-feira, 8, pela segunda rodada do Pré-Olímpico, venceu a anfitriã Venezuela, no Estádio Brígido Iriarte, em Caracas, por 2 a 1. Levou sufoco, viu o rival dominar e ter gol anulado. Mas, aos 43 da etapa final, Biro fez o gol de uma vitória improvável. Antes, também no segundo tempo, o Brasil saiu na frente com Maurício. Bolívar fez o gol dos venezuelanos.
Com a vitória, o Brasil vai aos três pontos, atrás do líder Paraguai, com quatro. A Argentina tem dois pontos e a Venezuela, um. O Brasil só depende dele para avançar aos Jogos Olímpicos. Basta vencer a Argentina, na última rodada, neste domingo. Em caso de empate, só não irá à França-2024 se a Venezuela vencer o Paraguai. Em caso de derrota, estará eliminada.
Brasil com novidades
O Brasil entrou com Alexsander, o curinga do Fluminense, na lateral-esquerda. Já o ex-Vasco, e agora Los Angeles Galaxy/EUA, Gabriel Pec formou um trio ofensivo com Endrick e John Kennedy. E os canarinhos começaram bem. Aos três minutos, após passe de Maurício, John Kennedy chutou sem chance para o goleiro Samuel Rodríguez. Mas Vivas salvou em cima da linha. Contudo, este lance foi fogo de palha. O Brasil voltou a repetir o mau futebol coletivo dos jogos anteriores. Assim, passou a depender de lampejos, principalmente de Gabriel Pec. Mas sem chegar com perigo ao gol rival. Já a Venezuela, mesmo com menor posse de bola (47%) era mais incisiva e obrigou o goleiro Mycael a trabalhar.
Brasil larga na frente…
No segundo tempo, a seleção começou errando na defesa, o que fez a Venezuela partir para cima e quase marcar com Kelsey. O atacante chutou, o goleiro Mycael deixou passar por entre as pernas, mas Arthur Chaves salvou. O Brasil era dominado, mas chegou ao gol. Aos 12, num cruzamento da esquerda. Endrick, na segunda trave, rolou cabeceou para o meio da área. Pec tentou o chute e deu rebote. Maurício ficou com a sobra e mandou para a rede.
… Mas quase leva a virada
Contudo, aos 21, Khelven não conseguiu evitar que Rivas fizesse o cruzamento pela esquerda. Arthur Chaves escorregou não conseguiu chegar no atacante Bolívar, que ajeitou e marcou o gol de empate (seu terceiro gol na competição). O Brasil se descontrolou. Segóvia mandou um chute no travessão de Mycael. Aos 27, numa linha de passe, Riasco tocou para Bolívar dar de calcanhar para a bomba de Lacava de fora da área. Era a virada num golaço? Não. Bolívar, no lance, atrapalhou o goleiro Mycael. Assim, o árbitro anulou o gol. Muitz sorte brasileira.
Ao menos serviu para acordar os Canarinhos. John Kennedy teve tudo para fazer o segundo gol, mas a zaga abafou na Hora H. Aos 43, Guilherme Biro, que entrara pouco antes, recebeu de Endrick e fez o gol de uma vitória que parecia improvável. Como foram os outros bons resultados deste insosso Brasil neste Pré-Olímpico. Mas que está no páreo para ir aos Jogos Olímpicos e buscar o tri-ouro! Mas não sem antes levar um sustop no último ataque. Mycael ferz milagre.
VENEZUELA 1X2 BRASIL
Quadrangular final do Pré-Olímpico (2ª Rodada)
Data: 8/2/2024
Local: Brígido Iriarte, Caracas (VEN)
VENEZUELA: Samuel Rodríguez; Carlos Ferro, Vivas, Rafael Uzcátegui e Renne Rivas; Faya, Lascava (Castillo, 44’/2ºT) e Segovia, Jovanny Bolívar e David Martínez (Riasco, 20’/2ºT) e Kelsy (Ruiz, 20’/2ºT). Técnico: Ricardo Valiño
BRASIL: Mycael; Khellven, Fasson, Arthur Chaves e Alexsander (Ronald, 44’/2ºT); Andrey Santos, Gabriel Pirani (Bruno Gomes, 44’/2ºT) e Maurício (Biro, 35’/2ºT) ; John Kennedy (Marquinhos, 34/12ºT), Endrick e Gabriel Pec (Rikelme, 24’/2ºT) Técnico: Ramon Menezes
Gols: Maurício, 12’/2ºT (0-1); Bolívar, 21/2ºT (1-1); Biro, 43’/2ºT (2-1)
Crédito. Lance
JNFBRASIL-JORNAL NOSSA FOLHA-DF, ENTORNO E GOIÁS.