Suspeito de participar de roubo a residência do Jardim Goiás é preso em SP

 Um dos suspeitos continua foragido. Todos tem passagens pela polícia e mandados de prisão em aberto


João Vittor Sousa, 24 anos, foi preso suspeito de participação no crime (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Fonte: Mais Goiás

A Polícia Civil prendeu, em São Paulo, um dos suspeitos de participar do roubo a um apartamento no setor Jardim Goiás, em Goiânia. O assalto aconteceu no dia 3 de julho de 2021 e a prisão de João Vittor Sousa foi efetuada na segunda-feira (7). O roubo foi arquitetado por um grupo criminoso paulista especializado em assaltos a apartamentos de todo o Brasil. Um dos suspeitos segue foragidos.

Conforme a investigação, João Vittor ficou na portaria do prédio para dar cobertura para Lucas Gentilcore Almeida (21 anos) que entrou no apartamento. O rapaz de 24 anos estava na companhia de outro suspeito, identificado como Fábio Pedro da Silva, de 26 anos.

A Polícia Civil apurou que Lucas chegou no prédio sozinho em um táxi e conversou com o porteiro até conseguir acesso ao apartamento da vítima. Depois que o rapaz conseguiu entrar no apartamento, Fábio e João Vittor chegaram no prédio em um carro alugado e ficaram do lado de fora.Durante o furto, a vítima chegou na residência e foi rendida por Lucas, que a prendeu em um dos cômodos.

Enquanto estava presa, a vítima conseguiu avisar a portaria sobre o furto e o segurança do local tentou impedir, mas foi ameaçado com uma arma de fogo e os suspeitos conseguiram fugir com joias, relógios e dinheiro.

Os três suspeitos possuem diversas passagens por roubo além de mandados de prisão em aberto. Fábio também foi preso e será indiciado com João Vittor pelo crime de associação criminosa e roubo. Lucas continua foragido.

A divulgação da imagem e identificação dos presos foi procedida nos termos da Lei nº 13.869/2019, Portaria nº 547/2021– PC e Despacho do Delegado de Polícia responsável pela investigação, especialmente porque os autuados são suspeitos de atuarem em todo o Brasil. Logo, a divulgação de suas imagens pode auxiliar no surgimento de novas vítimas que fizerem os seus reconhecimentos.

aulas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *