MINAS GERAIS 

MINAS GERAIS 

 

CRUELDADE

 

PAI CONFESSA QUE AGREDIU BEBÊ DE 7 MESES QUE FOI LEVADO MORTO PARA HOSPITAL

 

 

Inicialmente, apenas a mãe do bebê tinha sido conduzida para a delegacia como suspeita

 

O pai do bebê de 7 meses, que chegou morto e com ferimentos pelo corpo ao Hospital Maternidade Terezinha de Jesus em Juiz de Fora, Minas Gerais, confessou nesta terça-feira, 18, ser o responsável pelo crime. As informações são da TV Integração.

 

Inicialmente, a mãe da criança, de 23 anos, foi considerada a principal suspeita e levada para a delegacia, mas o delegado de plantão não encontrou elementos suficientes para efetuar sua prisão em flagrante no dia do ocorrido.

 

Segundo a delegada Camilla Miller, responsável pelas investigações do caso, o homem de 27 anos confessou as agressões e afirmou que a esposa não teve participação no crime. “O laudo pericial constatou a incompatibilidade das lesões com a versão de que a criança teria sofrido uma queda durante o banho”, afirmou.

 

“Foram ouvidos todos os envolvidos, os médicos que atenderam a criança e testemunhas. O homem será encaminhado ao sistema prisional, e o inquérito segue em andamento”, completou a delegada.

 

Conforme o registro de ocorrência, o bebê apresentava ferimentos no tórax, abdômen, rosto e crânio. A mãe da criança relatou aos médicos que no sábado, 15, enquanto dava banho no bebê, ele escorregou de suas mãos e caiu no chão.

 

A Polícia Civil informou que uma perícia foi realizada e que o caso será investigado. Já o Conselho Tutelar foi chamado e acompanha a situação.

 

JNFBRASIL

Jornal nossa folha

Noticias de Brasília e entorno sempre atualizadas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *